Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

Chérie, hoje apetecia-me ver... "It's a Wonderful Life"

Finalmente vi o clássico dos clássicos dos filmes de Natal, o filme It's a Wonderful Life ou pela tradução portuguesa "Do Céu caiu uma Estrela" de 1946 e realizado por Frank Capra. Queria ter feito este post na semana do Natal, mas infelizmente só agora o pude ver. De qualquer forma deixem-me adiantar-vos: Que filme! 

its_a_wonderful_life_ver3.jpg

George Bailey (James Stewart) é um pai de família amoroso, marido extremoso, trabalhador honesto, enfim um cidadão exemplar. Contudo, a sua vida não é feliz, pois teve de abdicar de vários sonhos e da vida que almejava em prol dos outros, e sente-se um fracasso quando se compara com vários conhecidos seus que atingiram grandes feitos, medalhas e fortuna. Na noite da véspera de Natal, após descobrir que corre o risco de ser preso por um erro que não cometeu e que, devido ao seguro que fez, vale mais como homem morto do que vivo, decide suicidar-se. Mas eis que... do céu cai uma estrela, o anjo Clarence, para lhe provar que, bem, It's a Wonderful Life!

Donna_Reed_with_James_Stewart_(1946).png

Um filme dos velhinhos ainda a preto e branco, o que lhe confere uma aura ainda mais mágica e doce, e que, em pouco mais de 2h, me encantou, deliciou, e apaixonou.

Tem uma história simples e com algumas parecenças com o Conto de Natal de Dickens, mas que é extremamente bem desenvolvida e complementada por diversos pormenores na construção das personagens e das suas vivências, que fazem toda a diferença. O elenco é grandioso tanto no número de personagens como na qualidade das suas interpretações, com diversas personagens secundárias inesquecíveis, e contando com Donna Reed no papel de Mary, a esposa de George, e Lionel Barrymore como Henry Potter, o grande antagonista da história. Mas o grande trunfo do filme é o seu protagonista, James Stewart, que faz um trabalho absolutamente incrível no papel do generoso George Bailey, um personagem como nunca tinha visto.

its-a-wonderful-life-sequel.jpg

Quando estreou o filme não teve grande sucesso nem junto do público nem da crítica, mas mesmo assim conseguiu três nomeações aos Óscares, inclusive Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Actor Principal. Foi com o passar do tempo que se consagrou com um dos filmes predilectos da época natalícia e uma obra clássica do cinema, um pouco à semelhança do que aconteceu com outro filme de que já vos falei aqui, o Singin' in the Rain. 

Foi considerado pelo American Film Institute como o Filme Mais Inspirador de Sempre, e encontra-se ainda nas listas seguintes: 100 Melhores Filmes Americanos de Sempre (Nº20), 100 Melhores Histórias de Amor de Sempre (Nº8), Top 10 de Filmes de Fantasia (Nº3) e ainda nos 100 Maiores Heróis e Vilões para George Bailey (Nº9) e Mr. Potter (Nº6), respectivamente.

 

Uma verdadeira iguaria cinematográfica natalícia para ser consumida sem moderação por toda a família!

Classificação: 9/10

(embora tenha a sensação de que se o vir mais vezes vou acabar por achar que merecia um 10)

2 comentários

  • Imagem de perfil

    La Vie en Chérie 30.12.2014 15:26

    Obrigada por me incentivares a vê-lo :)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.