Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

Chérie, hoje apetecia-me ver... The Shining

Lembram-se de ter dito que queria ver os clássicos do terror? Bem, a saga continua e desta vez o escolhido foi The Shining.  

shining_ver1.jpg

Baseado no romance de Stephen King, o filme foi realizado em 1980 por Stanley Kubrick, tornando-se um dos must see do terror psicológico.

O filme conta a história de Jack Torrance (Jack Nicholson), um escritor desempregado, que aceita um emprego como janitor de um hotel que se encontra fechado – o Overlook Hotel. O protagonista muda-se então para o hotel, com a sua esposa Wendy (Shelley Duvall) e o filho Danny (Danny Lloyd). No entanto, nem tudo é um conto de fadas e o gerente avisa que o janitor anterior desenvolveu uma doença que o levou a matar toda a sua família à machadada, suicidando-se no fim. A somar a isto, Danny tem visões acerca do passado e do futuro, que lhe revelam que algo assombra aquele local.

Nova Imagem.jpgA acção desenvolve-se e Jack começa a perder a sua saniedade, chegando a perseguir a sua família pelo hotel, com o intuito de os matar, tal como o janitor anterior havia feito. É durante esta perseguição que fica celebrizada uma das mais icónicas frases do cinema:

“Here’s Johnny!”

 Extremamente bem realizado, este não é o filme que nos assusta através de espíritos ou imagens decrépitas. É sim, uma obra de terror psicológico, em que o realizador entra, de certo modo, no intelecto do espectador, manipulando as suas reacções, controlando os momentos de medo e de suspense. Não somos surpreendidos quando involuntariamente esperamos, mas sim no minuto seguinte em que já baixámos a guarda, em que somos vulneráveis.

Com cerca de duas horas e meia, a acção apenas atinge o seu auge na última hora e meia. Porém, a primeira hora não é desnecessária, sendo o seu objectivo dar a entender ao espectador tudo aquilo que será necessário para os acontecimentos subsequentes.

 

Classificação: 8/10  

 

P.S – a partir do dia de hoje não suporto ver gémeas em vestido iguais. It creeps me out!




Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.