Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

Chérie, hoje apetecia-me ver... "The Judge"

Com o filme que vos trazemos hoje continuamos em maré de filmes nomeados aos Óscares, sendo que este The Judge, ou O Juíz, se encontra apenas nomeado a uma estatueta dourada, mas que por sinal fez história. Robert Duvall, que interpreta o personagem que dá nome ao filme, encontra-se nomeado ao Óscar de Melhor Actor Secundário, sendo o mais velho nomeado de sempre, aos 84 anos. De realçar também que o actor é um dos mais nomeados nesta categoria, atingindo aqui a sua quarta nomeação, e tendo ainda mais três enquanto Melhor Actor, tendo vencido uma delas em 1984.

The Judge.jpg

Hank Palmer (Robert Downey Jr.) é um advogado bem sucedido que se afastou há muitos anos da sua família, mas que se vê obrigado a ir ao seu encontro quando fica a saber da morte da mãe. A reunião com os irmãos, e principalmente com o pai, o juíz Joseph Palmer (Robert Duvall) não é fácil, especialmente quando é prolongada por mais tempo do que o previsto, quando o juíz é subitamente acusado de homicídio, e todas as suspeitas apontam para que tenha sido ele a cometer o crime. Na tentativa de defender o pai, Hank reaproxima-se da sua família e descobre muitos segredos encobertos.

The Judge - Hank and Joseph Palmer.jpg

Com uma história simples e relativamente linear, The Judge é um filme dramático que mais do que um daqueles típicos filmes de tribunais, se dedica a aprofundar a relação pai-filho entre o juíz e Hank. O grande trunfo deste filme é sem dúvida o excelente trabalho de Robert Duvall, num papel nada fácil e que domina com mestria, conferindo ao juíz a brutalidade e a humanidade, o orgulho e a honra, o autoritarismo e a fragilidade, como duas faces da mesma moeda que se completam. Também é bastante agradável ver Downey Jr. num filme diferente dos seus habituais filmes de super heróis ou de comédia, pelos quais a sua carreira tem sido marcada nos últimos anos, muito embora este seu Hank apresente algumas semelhanças com os seus papéis anteriores.

The Judge, Robert Duvall.jpg

Como pontos negativos, o filme envereda muitas vezes por clichés típicos dos dramas, bem como com personagens secundárias que não acrescentam nada à história, e que prolongam o filme desnecessariamente acima das 2h, ao mesmo tempo que não aprofunda as relações entre os irmãos, onde poderia "perder" mais tempo. Apesar destes defeitos, é um filme bem conseguido, pois consegue explorar aquilo a que se propôs e conseguindo emocionar-nos pela franqueza com que conta a história d'O Juíz.

 

Classificação: 7/10

1 comentário

Comentar post