Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

Chérie, hoje apetecia-me ver... Whiplash

Mais um forte candidado aos óscares, nomeado a cinco estatuetas douradas, aqui fica a sugestão desta semana: Whiplash.  

Whiplash_poster.jpg

Este é um filme americano, de 2014, escrito e dirigido por Damien Chazelle, que vê neste filme o seu primeiro grande sucesso. Com Milles Teller, conhecido maioritariamente por filmes juvenis e de comédia, e J.K. Simons, nos papéis principais, esta produção cinematográfica consegue uma dupla genial. Aquilo que poderia parecer uma combinação algo descoordenada, revela-se uma das melhores do cinema, onde podemos assistir a um Milles Teller não só mais crescido mas também a uma performance estonteante. 

Whiplash - Nos limites, como foi traduzido para a nossa língua materna, procura contar a história de um promissor baterista, Andrew (Milles Teller), assim como a sua relação com o arrogante professor Fletcher (J.K. Simmons). Andrew vive com o pai, pois a mãe abandonou-o quando era bebé, e estuda na melhor academia de música do país. Tudo com o objectivo de "ser um dos grandes", poderia morrer aos 34 anos, ou mais cedo, desde que o seu nome não fosse esquecido, mas sim lembrado a par com as maiores personalidades do jazz. No seu caminho cruza-se um professor conhecido por apenas aceitar os melhores músicos na sua banda. No entanto, a sua arrogância é capaz de levar todos ao desespero de não conseguirem ultrapassar os seus próprios limites. 

Nova Imagemajaj.jpg

Muito mais do que um filme com uma banda sonora de excelência, Whiplash, leva-nos a questionar acerca do que estamos dispostos a fazer para ser bem sucedidos na vida, se a pouco, se a nada ou se a tudo! Uma história de preserverança, de perda, e de luta, com uma dupla fascinante e uma realização soberba, e que tem tudo para dar certo. Como pontos negativos apenas consigo apontar o final, em que não é apresentada uma conclusão certa para o filme, deixando a parte romântica ao sabor do vento, e a história principal ao gosto subjectivo do espectador. 

Nomeado a cinco óscares, já arrecadou o globo de ouro de melhor actor secundário (J.K.Simmons). Penso que será absolutamente justo se ganhar o óscar, pois apesar de o odiarmos imenso durante o filme, não deixa de ser um excelente papel. Quanto à banda sonora, merece igualmente a tão aclamada estatueta, sendo que uma das músicas tocadas dá nome ao filme - Whiplash. Classificado no IMDb com 8.6, por aqui atribuímos: 

Classificação: 8/10