Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

La Vie en Chérie

Para os apaixonados por moda, cinema, livros e por uma vida doce e divertida

Neste Dia... 12 de Julho

A aniversariante de hoje celebra os 18 anos, mas já esteve à beira da morte, escreveu um livro, deu inúmeras entrevistas, venceu um Nobel da Paz, tem um documentário sobre a sua vida a caminho e um asteróide com o seu nome, mas acima de tudo é um verdadeiro exemplo na luta pela democracia, igualdade e acesso à educação. Já sabem de quem estou a falar?

Obviamente que é de Malala Yousafzai, a jovem paquistanesa nascida em 1997 conhecida maioritariamente pelo seu trabalho enquanto activista pela educação infantil feminina. 

Desde a sua infância que se começou a interessar por assuntos políticos, sendo sempre incentivada pelo seu pai, o seu principal educador. O seu trabalho começou a ser maioritariamente desenvolvido a partir de 2008, quando começou a discursar, e quando foi convidada pela BBC para criar um blog no qual descrevesse a sua vida, e a crescente influência talibã na região. O início do ano seguinte foi marcado pela proibição de que as meninas pudessem frequentar a escola, a qual apenas foi levantada em Fevereiro. Inspirada pelo exemplo do pai, por esta altura, Malala pôs de lado o seu sonho de ser médica, e abraçou o sonho de uma carreira política com o objectivo de consertar o seu país. Entretanto participou num documentário do New York Times, e começou a dar várias entrevistas, nas quais defendia o acesso das raparigas à educação. 

Malala Yousafzai.jpg

À medida que se tornava mais conhecida, as ameaças de morte tornaram-se crescentes, e em 9 de Outubro de 2012 Malala foi baleada enquanto estava no autocarro que a trazia da escola, tendo de ser operada várias vezes no Paquistão e mais tarde no Reino Unido. O atentado foi alvo de atenção mundial, assim como a recuperação de Malala.

Uma vez recuperada, Malala regressou ao seu trabalho anterior, discursando nas Nações Unidas no dia do seu 16º  aniversário, em 2013, na Universidade de Harvard e noutras grandes organizações. Publicou ainda I Am Malala: The Story of the Girl Who Stood Up for Education and was Shot by the Taliban. No ano seguinte, Malala foi anunciada como sendo uma das vencedoras do Prémio Nobel da Paz, sendo aos 17 anos a mais jovem vencedora de sempre. 

Depois do atentado, Malala já regressou ao Paquistão, mas vive actualmente em Inglaterra e  estreará em breve um documentário sobre a sua vida, He named me Malala.

Sem sombra de dúvida Malala é um verdadeiro exemplo de uma pessoa com uma sólida educação, uma grande sabedoria e inteligência, um grande carácter humano e uma heroína dos dias de hoje.

Nunca me vou esquecer desta entrevista que Malala deu a Jon Stewart, e que o deixou a ele, a mim, e penso que a muitos de nós sem palavras com a sensatez, humanidade e maturidade desta jovem. Palmas, muitas palmas para ela!